Atividades

Conselho Consultivo

Grupos de Reflexão EuroDefense (GRED's)

A constituição dos Grupos de Reflexão EuroDefense (GREDs) assenta numa estrutura modular enquadradora dos diferentes contributos, orientada para áreas de interesse de reconhecida importância e atualidade, tendo como referência a operacionalização do Plano de Atividades Anual, articulando-se nas seguintes áreas temáticas:

GRED 1 - Economia de Defesa

Tem como objetivo central a análise das questões relacionadas com o desenvolvimento da Base Tecnológica e Industrial de Defesa (BTID) Nacional e a sua relação com o Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) em todas as suas vertentes.

GRED 2 - Políticas de Segurança e Defesa

Tem como objetivo central a análise e reflexão sobre as políticas e dinâmicas societais com impacto na Segurança e Defesa da União Europeia e na sua capacidade de afirmação com ator relevante no plano das relações internacionais, como promotor da Paz e Segurança, à luz da sua Estratégia Global de 2016.

GRED 3 - Cibersegurança e Proteção de Infraestruturas Críticas

Tem como objetivo a análise e reflexão sobre o impacto na Segurança e Defesa do processo de transição para a sociedade digital, tendo em consideração as ameaças e riscos que estão subjacentes à progressiva dependência da sociedade, nos seus diferentes domínios, das tecnologias de informação e comunicação.

GRED 4 - Dinâmicas da Conflitualidade associada à Sociedade Tecnológica e às Alterações Climáticas

Tem como objetivo central a análise e reflexão sobre a evolução da conflitualidade face à complexificação das relações societais, associada ao processo da globalização e, em particular, ao acelerado desenvolvimento tecnológico que marca a Quarta Revolução Industrial.

EuroDefense Webinar

Publicações

Grupos de Trabalho EuroDefense (GTE's)

  • Nível Nacional
  • Nível Europeu

O Centro de Estudos EuroDefense-Portugal, em acordo com os seus planos de actividades, constitui Grupos de Trabalho Nacionais (GTN) com duração variável, orientados para o estudo, investigação e coordenação de actividades de carácter nacional ou com núcleos nacionais para participação nas actividades dos Grupos de Trabalho Europeus (internacionais).

A rede EURODEFENSE, tendo em vista atingir os seus objectivos comuns e reforçar os laços entre os membros das diversas Associações, estabeleceu a organização e o funcionamento de Grupos de Trabalho Europeus (GTE), orientados para o estudo e debate de temas do âmbito da Segurança e Defesa Europeia.

O Conselho de Presidentes define, em cada ano, os temas prioritários. Cada GTE é assumido por uma Associação que lidera os respectivos trabalhos e redige o texto final que é submetido à aprovação de todos os participantes nacionais inscritos.

Os resultados podem ser debatidos e apresentados no Encontro Internacional Anual e após aprovação do Conselho de Presidentes, o trabalho final é editado e difundido pelo Secretariado Geral e pelas Associações Nacionais.

Grupos de Trabalho Nacionais

Orientado para a reflexão sobre o desenvolvimento da Política Externa e de Segurança Comum (PESC) da União Europeia e, em particular, para o aprofundamento da Política Europeia de Segurança e Defesa (PESD) e para a definição das bases para um Conceito Estratégico para a UE, tendo em atenção os interesses nacionais.

Coordenado pelo Tenente-General Mateus da Silva.
Tem por objectivo promover o debate sobre a “Economia de Defesa”, contribuindo para o esclarecimento da opinião pública nacional sobre este tema, realçando a sua importância no processo de compatibilização e rentabilização das actividade e dos recursos utilizados pela defesa com a política económica nacional, protegendo o seu desenvolvimento, minimizando as suas vulnerabilidades e maximizando as suas potencialidades.

Grupos de Trabalho Europeus ativos

“Esforço orçamental de defesa”

Criado em 2001.

O GTE4 actualiza anualmente a publicação Defence Efforts/Efforts de Défense.

Liderado pelo EuroDefense-França (o ED-Portugal contribui para a elaboração da publicação).

“Segurança e estabilidade na bacia mediterrânica”

Iniciado em 2006.

Este tema será debatido no XIIV Encontro Internacional EURODEFENSE.

Liderado pelo EuroDefense-França (o ED-Portugal participa, sendo os trabalhos a nível nacional coordenados pelo Vice-Almirante Ferreira Barbosa).

“Contribuição das ONG (Organizações Não Governamentais) no âmbito da Política Comum de Segurança e Defesa”

Iniciado em 2007. O trabalho que vier a ser desenvolvido será apresentado e debatido no XIV Encontro Internacional EuroDefense.

Liderado pelo EuroDefense-Alemanha (o ED-Portugal participa, sendo os trabalhos a nível nacional coordenados pela Dra. Maria Perpétua Rocha).

Outros Grupos de Trabalho que já concluíram ou que ainda não iniciaram a sua atividade

“Segurança Europeia e Doutrina de Defesa”

Iniciado em 2004, apresentou uma proposta no XII Encontro Internacional EuroDefense (Atenas, NOV2006), que foi aprovada pelo Conselho de Presidentes.

Liderado pelo EuroDefense-Áustria (o ED-Portugal participou, tendo sido coordenados os trabalhos a nível nacional pelos Major-General Mariz Fernandes e Major-General Lemos Pires).

“A Agência Europeia de Armamento, factor chave da manutenção e desenvolvimento da defesa Europeia”

Iniciado em 2003, apresentou uma proposta no XI Encontro Internacional EuroDefense (Paris, OUT2005), que foi aprovada pelo Conselho de Presidentes.
Liderado pelo EuroDefense-França (o ED-Portugal participou, tendo sido coordenados os trabalhos a nível nacional pelo Tenente-General Mateus da Silva).

“Novos métodos para financiar a Defesa Europeia”

Liderado pelo EuroDefense-Espanha (não iniciou a actividade).

“Política europeia para o Espaço – um desafio estratégico para a Europa”

Este GTE que esteve constituído em 2004 e no qual Portugal participou, tendo sido coordenador a nível nacional o Tenente-General Mateus da Silva, produziu um documento intitulado “Uma Política Espacial para a Defesa da Europa”, abordando a importância do espaço para a segurança e a defesa.
O documento foi aprovado durante a reunião de Presidentes das Associações EuroDefense que teve lugar no Luxemburgo em 18 e 19 de Março de 2005.

“Requisitos militares e não militares para operações complexas de gestão de crises”

Iniciado em 2004, apresentou uma proposta no XI Encontro Internacional EuroDefense (Paris, OUT2005), que foi aprovada pelo Conselho de Presidentes.
Foi liderado pelo EuroDefense-Itália (o ED-Portugal participou, tendo sido coordenados os trabalhos a nível nacional pela Dra. Maria Perpétua Rocha).

“Intelligence”

Liderado pelo EuroDefense-Reino Unido (não iniciou a actividade).

“Cooperação estruturada permanente, uma nova via para a Política Europeia de Segurança e Defesa (PESD)”

Iniciado em 2004, apresentou uma proposta no XII Encontro Internacional EuroDefense (Atenas, NOV2006), que foi aprovada pelo Conselho de Presidentes.
Liderado pelo EuroDefense-Alemanha (o ED-Portugal participou, tendo sido coordenados os trabalhos a nível nacional pelo Vice-Almirante Ferreira Barbosa).

“Opinião Pública Europeia e estratégia de comunicação”

Iniciado em 2005. A fim de dar seguimento ao trabalho apresentado no XII Encontro Internacional EuroDefense (Atenas, NOV 2006), foi decidida a sua continuação em 2007. O tema foi debatido no XIII Encontro Internacional EuroDefense (Roma, NOV2007), tendo resultado uma proposta que foi aprovada pelo Conselho de Presidentes.
Liderado inicialmente pelo EuroDefense-Itália, prosseguiu os trabalhos sob a responsabilidade do EuroDefense-Reino Unido (o ED-Portugal participou, tendo sido coordenado a nível nacional inicialmente pela Dra. Isabel Meirelles e posteriormente pelo Capitão-de-mar-e-guerra Fernando Fuzeta da Ponte).

“A União Europeia como actor global para a paz”

Iniciado em 2006 sob a liderança do EuroDefense-Portugal. O trabalho desenvolvido foi apresentado e debatido no XIII Encontro Internacional EuroDefense (Roma, NOV2007), tendo o Conselho de Presidentes aprovado o documento apresentado.
O GTE foi coordenado pelo Tenente-General Fontes Ramos que liderou igualmente os trabalhos a nível nacional.

Partilhar
Conteúdo
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share